Os-impactos-da-Tecnologia-na-Gestão-de-Pessoas

Os impactos da Tecnologia na Gestão de Pessoas

O crescimento de toda empresa está, entre outras coisas, diretamente ligado às pessoas que trabalham nela. É preciso profissionais qualificados e satisfeitos para prestar um atendimento que encante os clientes visando manter atuais e conquistar novos, certo?

Mas essa é uma missão fácil?

É provável que sua resposta tenha sido não.  Mas, fique calmo, você não está sozinho!

Uma pesquisa realizada pela Endeavor com o apoio da Neoway, com 1000 empreendedores brasileiros de diferentes perfis, aponta que a gestão de pessoas é a maior “dor de cabeça” e em uma escala de 1 a 10, ficou com a média 6,7. O problema é ainda maior entre os empreendedores de alto impacto, o grupo que cresce mais e por mais tempo, a média foi de 7,4.

Então, para minimizar este tipo de problema, as empresas precisam investir nos fatores que contribuem para o maior engajamento dos colaboradores.

Você sabia que a tecnologia, ao lado de outros fatores como remuneração, relacionamento com liderança, reconhecimento e feedbacks, entre outros, tem um papel importante na motivação e desempenho dos profissionais, no clima organizacional e, por consequência nos resultados da empresa?

A influência da tecnologia na gestão de pessoas

O objetivo da gestão de pessoas é a adoção de práticas que potencializam o capital humano nas organizações, sendo assim, não é coincidência, que as melhores empresas para trabalhar, são as que têm um ambiente de trabalho que promove uma cultura de inovação e que estimula seus profissionais a se desenvolverem.

O estudo The New Digital Divide, realizado pela Unisys no Brasil e em outros 11 países concluiu que trabalhar em um ambiente confortável e que investe em recursos tecnológicos para o desempenho das funções do cotidiano impacta diretamente na satisfação dos colaboradores.

Segundo o estudo, 52% dos profissionais que trabalham em organizações tecnologicamente defasadas (slow tech), estão insatisfeitos com seus empregadores! Ao mesmo tempo, apenas 3% dos colaboradores de empresas high tech demonstram frustação.

Por causa desta insatisfação, 33% dos trabalhadores das empresas do primeiro grupo disseram que estão dispostos a deixarem seus postos para trabalhar em empresas líderes em tecnologia.

Além disso, 43% dos funcionários de organizações slow tech dizem que são impedidos de serem mais produtivos por causa de dispositivos obsoletos. Por outro lado, apenas 16% dos que trabalham em ambientes tecnológicos reclamam dos equipamentos da empresa.

 

Benefícios do investimento da tecnologia para os colaboradores

A tecnologia também gera muitos benefícios para a gestão de pessoas desde a seleção, passando pelas facilidades para a avaliação do desempenho, até a melhoria do clima organizacional, mas no dia a dia dos profissionais da empresa é possível observar alguns benefícios práticos como:

1 – Integração dos setores

A tecnologia facilita o tráfego de informações dentro da empresa e com maior controle. Desta forma, favorece o cumprimento de prazos de cada setor, permite identificar o responsável pela execução de cada etapa do processo e contribui para a redução de esquecimentos e erros.

Sendo assim, a empresa ganha com menor índice de retrabalho, aumenta a eficiência do serviço executado e, por consequência, contribui para elevar a satisfação dos clientes.

2 – Maior autonomia

Outro fator presente como elemento importante para a satisfação dos colaboradores é a autonomia.

A tecnologia permite que cada colaborador tenha papel efetivo ao longo do processo produtivo. Nesse caso, o sistema libera todos os acessos necessários para a execução do seu trabalho, facilitando que saiba exatamente o que precisa fazer, inclusive, sinalizando quando uma das etapas não foi cumprida, dessa forma, ele tem mais autonomia na execução das próprias tarefas.

Por outro lado, a empresa tem maior controle sobre quem e como executou determinada atividade e o tempo necessário para isso, o que auxilia os gestores nos processos de feedback.

3 – Aumenta a sensação de pertencimento

Em um ambiente em que o profissional tem os recursos tecnológicos necessários para o desempenho de suas atividades de forma mais autônoma, abrem-se espaços para que os colaboradores identifiquem oportunidades de melhorias, facilitando a inovação e a sensação de pertencimento!

A tecnologia, como já foi dito, também favorece a avaliação das habilidades e desempenho dos profissionais e feedbacks, fatores relevante para a satisfação dos colaboradores.

Enfim, como você já tem percebido, inclusive, por analisar o mercado, há uma série de benefícios disponíveis pela transformação digital para a sua empresa, a satisfação dos colaboradores é só mais uma delas. Inclusive, um estudo feito pela Universidade da Califórnia apontou que um trabalhador feliz é 31% mais produtivo, três vezes mais criativo e vende 37% a mais em relação aos demais, outro bom motivo para começar a levar sua empresa para a era digital.

Você sabia que a tecnologia pode ainda dobrar a sua capacidade de competitividade? Clique aqui e saiba como!